Reflexo e ‘Auto-anulamento’

24 02 2011

Imagem. E se através de um espelho conseguirmos anular, em vez de amplificar?

Realidade: Estrutura rígida, quase megalómana, descontextualizada. A necessidade incontornável de confronto com pré-existencia, de forma e significado fracturante.

Exercício com manipulação de uma fórmula ao nível do revestimento e da matéria, na tentativa de contextualizar o descontextualizado e de cravar neste, as marcas da sua vizinhança.

Adição: Uma superfície espelhada representa uma dualidade ilusória, uma realidade planificada do real, com manipulação da perspectiva e da profundidade.

Resultado: A fractura que reflecte em si a realidade a que se opõe.

Será assim mesmo que funciona com as pessoas? A individualidade suprime-se assim que nos tornamos reflexo de uma sociedade?

 


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: